Relatório revela que na Espanha é realizado um aborto a cada 5 minutos

Relatório revela que na Espanha é realizado um aborto a cada 5 minutos

Imagem relacionada
Relatório
O Instituto de Política Familiar publicou um relatório chamado “O aborto na Espanha, 30 anos depois. 1985-2015”, o relatório destaca que a prática “aumentou de tal forma que, atualmente, se iguala, junto com as doenças cardiovasculares e o câncer, na principal causa de mortalidade”. No ano de 2009, foi aprovada a distribuição da pílula do dia seguinte sem receituário para as jovens a partir dos 13 anos e, um ano depois, foi aprovada uma lei que, além de legalizar o aborto livre sem nenhuma causa, potencializa os abortos “químicos”, sem a necessidade de realizar protocolos de seguimento ou de notificação. Este novo modo de proceder faz com que haja atualmente mais casos de abortos químicos do que de abortos cirúrgicos, os quais não estão registrados. Por isso, do ponto de vista do Instituto de Política Familiar, os dados oficiais de abortos são “incompletos e não recolhem nem refletem toda a realidade do aborto na Espanha”. De acordo com dados registrados, em 2015 registrou-se 94,2 mil abortos na Espanha, ou seja, “ocorre um aborto a cada 5,5 minutos”, um total de 258 abortos por hora.